Pensamentos sem fronteiras

Um dos meus escritores favoritos é o moçambicano Mia Couto. Com seus livros eu viajo montada em sua poesia para outros mundos e desvendo camadas dentro de mim mesma que muitas vezes desconhecia. Por isso fiquei emocionada com esta palestra que ele deu em novembro último, durante o evento “Fronteiras do pensamento” realizado aqui no Brasil, em Porto Alegre.

Destaque para a sua colocação: “Confundimos ideias novas com informação recente”. E com toda propriedade, pois somos atolados com dados a todo momento, mas leva anos para formarmos, de fato, opinião sobre determinado assunto. Só a maturidade aprofunda a reflexão e traz a calma que é o oposto da opinião apoiada em conhecimento de verniz.

Anúncios