Banal

tiro ao alvo

Um tiro constrange a tarde. Na trajetória do ataque, o garoto tomba.

Um tiro por um vintém, certeiro, atalha a distância. Tirania de festim, sorteio.

Um tiro chutado, de escanteio no time dos maletrados.

Um tiro, um toque, atalho a encurtar a traiçoeira trilha pro túmulo.

E a tarde continua.

Anúncios

O iluminado

Nunca ela esteve tão radiante. Mesmo com a cara lavada, os cabelos oleosos e o cansaço do parto, Priscila era só orgulho e vaidade. Dera à luz um garoto forte e agora mostrava o troféu cor de rosa aos visitantes. Pai não havia, pelo menos ela nunca revelara quem era. Quando a barriga começou a ser visível, ela apenas dizia que era uma produção independente. Morava com duas amigas mas mudou-se para um apartamento maior, segundo ela para poder cuidar melhor do nenê. Nunca explicou aquela licença inesperada de dois meses, nem o fato de ter voltado dela com a cabeça raspada. O bebê era lindo mas eu juro, quando o toquei no escuro, o brilho que vi em seus olhinhos era vermelho.